metroLAB 2020_ inscrições

REGULAMENTO

SOBRE

O MetrôLAB é um espaço de desenvolvimento de projetos de curta-metragem que acontecerá de 22 a 27 de setembro de 2020, no período vespertino, com carga horária de 4 horas/dia, de forma online, durante a 4ª edição do Metrô – Festival do Cinema Brasileiro Universitário, em Curitiba/PR.

Serão selecionados 6 projetos de curta-metragem, escritos e propostos por estudantes universitários de qualquer curso ou por estudantes de cursos livres de cinema. Os projetos selecionados contarão com consultorias profissionais nas áreas de roteiro e direção e palestras sobre produção e curadoria.

INSCRIÇÕES

A inscrição deverá ser realizada até o dia 25 de agosto de 2020, exclusivamente através de e-mail, com anexo em PDF, enviado para [email protected].

O email deve conter:

No campo assunto: MetrôLAB + título do projeto

No corpo do email: Nome Completo, Instituição, Período em que se encontra

Anexo em PDF: Sinopse (entre 5 e 10 linhas); Apresentação/Conceito (máximo 1 página); Roteiro de curta-metragem (máximo 20 páginas); Proposta de Direção (máximo 1 página); Comprovante universitário atual (carteirinha, declaração de matrícula, prints de sistema online da faculdade ou qualquer documento que ligue o nome a instituição de ensino).

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

Somente serão aceitos projetos de curta-metragem de ficção (live action ou animação). Documentários não serão aceitos. Filmes que transitem pelo documentário, mas que tenham natureza ficcional, serão aceitos.

Ao participar do processo de seleção, a pessoa responsável pela inscrição se compromete a estar presente em todas as atividades do laboratório: consultorias e palestras que serão realizadas de forma online entre 22 e 25 de setembro; e também na apresentação pública (pitching) dos projetos que encerrará as atividades do laboratório no dia 27 de setembro. O pitching será gravado e disponibilizado posteriormente no canal do festival no Youtube.

Podem participar do MetrôLAB até 2 pessoas por projeto, sendo uma delas obrigatoriamente o(a) diretor(a) ou roteirista. Na impossibilidade de participação do(a) diretor(a) ou roteirista do projeto em todas as atividades do laboratório, este será substituído por um projeto suplente.

Os/as responsáveis pelos projetos selecionados permitem o compartilhamento dos materiais de seus projetos com todos os/as profissionais e demais participantes do MetrôLAB, uma vez que o laboratório se desenvolverá a partir de discussões coletivas.

PREMIAÇÃO

O pitching será acompanhado por uma banca composta por profissionais da área audiovisual que não terão conhecimento prévio dos projetos selecionados. Essa banca premiará o melhor projeto da edição*.

* Além do certificado de Melhor Projeto, outros prêmios para o LAB, oferecidos por apoiadores, poderão ser anunciados nas nossas redes sociais até a data de realização do festival.

CONTRAPARTIDAS

Como contrapartida pela participação, os/as responsáveis pelos projetos selecionados se comprometem oficialmente a inserir nos créditos finais do curta-metragem a ser realizado a partir do projeto inscrito, a seguinte cartela:

“Esse curta metragem participou do MetrôLAB 2020, Laboratório de Projetos do Metrô – Festival Universitário do Cinema Brasileiro” 

As empresas que, por ventura, oferecerem premiação ao laboratório também deverão ter suas logomarcas divulgadas no curta-metragem, assim como em todo material promocional de divulgação do filme.

DISPOSIÇÕES GERAIS

O Metrô se compromete a fornecer certificados de participação a todos os participantes.

Este regulamento poderá ser alterado a qualquer momento. Terá validade a sua versão mais recente, disponível no site www.metrouniversitario.com.br.

Dúvidas podem ser esclarecidas através do email: [email protected].

O envio de inscrição para o MetrôLAB 2020 implica na aceitação integral deste regulamento.

CONHEÇA OS CONSULTORES

Coordenadores do LAB e Consultores de Roteiro:

CAROLINE BIAGI
Formada em Cinema pela UNESPAR, Caroline Biagi trabalha como roteirista e diretora desde 2012. Seus curtas-metragens foram exibidos em diversos festivais brasileiros e canais de televisão. O mais recente deles, “Brasil x Holanda”, foi finalista ibero-americano do festival comKids Prix Jeunesse 2019. Seu roteiro de longa-metragem “O sol e o peixe” foi 3º lugar do Cabíria – Festival de Roteiro 2019 e semifinalista do FRAPA 2020. Atualmente, Caroline participa do NPA – Núcleo de Projetos Audiovisuais de Curitiba.

HENRIQUE SANTOS
Henrique Santos é formado em Cinema e atua como roteirista, consultor e pesquisador da área. Dentre seus trabalhos estão a minissérie “Nóis por Nóis”, exibida pela TV Brasil, tendo estreado uma versão para longa em março deste ano, e o longa “Deserto particular”, direção de Aly Muritiba com previsão de estreia para 2021. Atualmente dedica-se a sua pesquisa de mestrado, além de trabalhar em projetos de longas para as produtoras Grafo Audiovisual (PR) e RT Features (SP) e série para a Processo Multiartes (PR).

Consultores de Direção:

NATHÁLIA TEREZA
Nathália Tereza é diretora e roteirista. Realizou os curtas: “A mulher que sou” (2019), “De tanto olhar o céu gastei meus olhos” (2017), “A outra margem” e “A casa sem separação” (2015). Seus filmes foram exibidos e premiados nos principais festivais brasileiros. Desenvolve atualmente seu primeiro longa-metragem.

TOMÁS VON DER OSTEN
Diretor e montador, formado em Cinema pela FAP/UNESPAR e com Mestrado em Arte Multimídia pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Dirigiu os curtas “Vó Maria” (2011 – Prêmio de Melhor Curta na Mostra Tiradentes), “Miragem” (2011), “Nem a mim, nem a ti” (2012), “A Invenção da Noite” (2015) e “Chão de Rua” (2019 – seleção oficinal do Festival de Locarno). Atualmente, desenvolve seu primeiro projeto de longa-metragem: “Continente”.

Palestra Produção:

RAIANE RODRIGUES
Sócia e produtora da Veleiro Azul Filmes. Fez Produção Executiva e Coordenação de Pós Produção nos longas-metragens “Zona Árida” (seleção oficial Dok Liepzig, direção Fernanda Pessoa); “A Mesma Parte de um Homem” (direção Ana Johann); “Jesus Kid” (direção Aly Muritiba); “Deserto Particular” (coprodução Brasil-Portugal, direção Aly Muritiba); “Avo Dezanove e o Segredo do Soviético” (coprodução Portugal-Brasil, direção João Ribeiro). Trabalhou na Produção Executiva e Produção Geral de três edições do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba.

Palestra Curadoria:

KARINY MARTINS
Mestranda em Cinema e Artes do Vídeo pela Universidade Estadual do Paraná/Faculdade de Artes do Paraná e graduada em Cinema pela mesma instituição. Atua nas áreas de curadoria, pesquisa, direção e roteiro. É coordenadora de programação do Griot – Festival de Cinema Negro contemporâneo, coordenadora de programação da 4° edição do Seminário Internacional do Audiovisual Negro (Festival Internacional do Audiovisual Negro da APAN) e integra a curadoria do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba (2019 e 2020). Diretora de “No espelho do outro” (2018).