Oficina de Crítica e Formação de Júri

A edição 2020 do Metrô terá um júri da crítica, composto por estudantes universitários ou de cursos livres de cinema. O júri será formado na oficina de crítica, ministrada por ninguém menos do que Luiz Carlos Oliveira Jr! Não é uma beleza? Os membros do júri da crítica, além de premiar um dos filmes do festival, irão publicar as críticas dos curtas no site e nas redes sociais do Metrô.As oficinas acontecem nos dias 14 e 15/09, no período da manhã. A carga horária total é de 4 horas. Durante o festival, que acontece de 22 a 27/09, os membros do júri produzirão textos sobre os filmes das sessões. As críticas terão o acompanhamento de Luiz Carlos Oliveira Jr.

SELECIONADOS 2020
Alanis Machado (UNESPAR – PR)
Davi Braga (UFF – RJ)
Helena Frade (UFJF – MG)
Lira Kim (USP – SP)
Pedro Mesquita (UNB – DF)
Rodrigo Coelho (UFC – CE)
Victoria Tuler (UNESPAR – PR)

Contrapartida
Para receber o certificado ao final do festival, os membros do júri da crítica se comprometem a participar da oficina e a produzir pelo um texto sobre qualquer um dos filmes exibidos na quarta edição do Metrô.

Sobre o ministrante

Luiz Carlos Oliveira Jr. é crítico de cinema, professor e pesquisador. Professor no Curso de Cinema e Audiovisual do Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora (IAD-UFJF). Autor do livro A mise en scène no cinema: do clássico ao cinema de fluxo (Papirus, 2013). Professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP. Atuou como crítico de cinema na revista Contracampo (2002-2011). Curador das mostras de cinema “Vincente Minnelli – Cinema de Música e Drama” (CCBB-RJ e SP, 2011) e “Jacques Rivette – Já Não Somos Inocentes” (CCBB-RJ e SP, 2013). Autor de diversos artigos, capítulos de livros e textos para catálogos e revistas acadêmicas. Já colaborou para as revistas Cult, seLecT, Bravo! e Cinética e para os cadernos Ilustrada e Ilustríssima da Folha de S. Paulo.